Meu Perfil
BRASIL, Sul, CURITIBA, UBERABA, Homem, de 46 a 55 anos, Portuguese, English, Livros, Cinema e vídeo, Ciência, Astronomia



Histórico
 01/10/2015 a 31/10/2015
 01/11/2013 a 30/11/2013
 01/10/2013 a 31/10/2013
 01/09/2013 a 30/09/2013
 01/08/2013 a 31/08/2013
 01/07/2013 a 31/07/2013
 01/05/2013 a 31/05/2013
 01/03/2013 a 31/03/2013
 01/02/2013 a 28/02/2013
 01/11/2012 a 30/11/2012
 01/08/2012 a 31/08/2012
 01/07/2012 a 31/07/2012
 01/06/2012 a 30/06/2012
 01/02/2012 a 29/02/2012
 01/01/2012 a 31/01/2012
 01/09/2011 a 30/09/2011
 01/08/2011 a 31/08/2011
 01/07/2011 a 31/07/2011
 01/06/2011 a 30/06/2011
 01/02/2011 a 28/02/2011
 01/01/2011 a 31/01/2011
 01/11/2010 a 30/11/2010
 01/10/2010 a 31/10/2010
 01/09/2010 a 30/09/2010
 01/07/2010 a 31/07/2010
 01/05/2010 a 31/05/2010
 01/04/2010 a 30/04/2010
 01/03/2010 a 31/03/2010
 01/01/2010 a 31/01/2010
 01/12/2009 a 31/12/2009
 01/09/2009 a 30/09/2009
 01/08/2009 a 31/08/2009
 01/07/2009 a 31/07/2009
 01/06/2009 a 30/06/2009
 01/05/2009 a 31/05/2009
 01/03/2009 a 31/03/2009
 01/01/2009 a 31/01/2009
 01/12/2008 a 31/12/2008
 01/11/2008 a 30/11/2008
 01/10/2008 a 31/10/2008
 01/09/2008 a 30/09/2008
 01/08/2008 a 31/08/2008
 01/07/2008 a 31/07/2008
 01/06/2008 a 30/06/2008
 01/05/2008 a 31/05/2008
 01/04/2008 a 30/04/2008
 01/03/2008 a 31/03/2008
 01/02/2008 a 29/02/2008
 01/01/2008 a 31/01/2008
 01/12/2007 a 31/12/2007
 01/11/2007 a 30/11/2007
 01/10/2007 a 31/10/2007
 01/09/2007 a 30/09/2007
 01/08/2007 a 31/08/2007
 01/07/2007 a 31/07/2007
 01/06/2007 a 30/06/2007
 01/05/2007 a 31/05/2007
 01/04/2007 a 30/04/2007
 01/03/2007 a 31/03/2007
 01/02/2007 a 28/02/2007
 01/01/2007 a 31/01/2007
 01/12/2006 a 31/12/2006
 01/11/2006 a 30/11/2006
 01/10/2006 a 31/10/2006
 01/09/2006 a 30/09/2006
 01/08/2006 a 31/08/2006
 01/07/2006 a 31/07/2006
 01/06/2006 a 30/06/2006
 01/05/2006 a 31/05/2006
 01/04/2006 a 30/04/2006
 01/03/2006 a 31/03/2006
 01/02/2006 a 28/02/2006
 01/01/2006 a 31/01/2006
 01/12/2005 a 31/12/2005
 01/11/2005 a 30/11/2005
 01/10/2005 a 31/10/2005
 01/09/2005 a 30/09/2005
 01/08/2005 a 31/08/2005
 01/07/2005 a 31/07/2005
 01/06/2005 a 30/06/2005
 01/05/2005 a 31/05/2005
 01/04/2005 a 30/04/2005


Categorias
Todas as mensagens
 Boca no Mundo
 Ciência, Astronomia
 Poesia e Literatura
 Outras Artes
 Filmes e séries


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 BLOG DAELN-UTFPR
 Mário Bortolotto
 Micos, Gafes & Vexames
 Bacia das Almas - Paulo Purim
 Proibido Ler de Gravata
 Márcio Américo
 BLOG da Merie
 Angeli
 BLOG da Livraria Osório SEBO
 Leo Jaime, o BLOG
 Crônicas, vários autores
 Diário de uma Prostituta
 NonaArte HQ's
 Bertoldo Schneider, Site
 Engenheiras de Saia
 Poéticas Profecias
 Espelunca - Ademir Assunção
 Stocker - Stockadas
 Bestiário (POESIAS)
 Mustafá & A Confraria
 UOL-BLOG
 Thadeu, Polaco poeta
 Mônica Berger, Poeta
 Poesia Jornal
 Astrália-Marcos Prado-Tributo
 Blog do Eltom
 Blog do Machado


 
QuasarGhost, The BSJ WeB Log
 

Tô montado!

Agora estou contente! Chegou meu telescópio novo. Meu mano Fábio trouxe quando voltou do doutorado em Seattle. Tenho um dívida de gratidão perpétua por causa disso. Podem ficar com inveja do preço que eu paguei. É um Celestron NexStar 130, com espelho refletor aluminizado de 13 cm (pequeno, mas o tamanho engana), distância focal de 65 cm (tamanho do tubo também), f/5 (luminoso pra caralho!), (oculares padrão de 25mm [26x] e 9mm [62x]) e resolução Reyleigh de 1,06 segundos de arco (ou 0,89 pelo critério de Dawes). O mais importante de tudo é que ele é motorizado (10 velocidades e com montagem altazimutal alimentado por 8 baterias AA alcalinas de 1,5V). Na primeira noite de céu que deu depois que ele chegou, armei-o no meu solário, liguei o interruptor e parti para os ajustes (a foto aí é de outro dia em que eu estava vendo as manchas solares). Entrei "de cabeça" minha latitude e longitude (astrônomos amadores sempre sabem isso de cabeça), data e horário exatos (muito importante em Astronomia - meu relógio é ajustado com o horário dos relógios atômicos de Physikalische Technische Bundesanstalt, de Braunschweig, Alemanha). Depois escolhi o mais simples dos vários modos de alinhamento, o alinhamento por uma única estrela. Escolhi alinhar pela alfa do centauro. Apontei para a bichinha, ajustei o apontador (com um sistema a led de justaposição de imagens muito esperto) e pressionei a tecla necessária. Pronto, alinhado! Simples assim! Depois, escolhi no menu do controle de mão: >planetas>júpiter e teclei enter. Maravilha! Aquele tubo começou a se mover rapidamente com ZUMMMMMMMMM, ZiZummmmmmmm pra lá e pra cá até que com movimentos sempre mais lentos apontou diretamente para Júpiter. Apontou e ficou acompanhando. Assim, com base de dados totalmente incorporada em dispositivos de estado sólido no controle. Adeus alinhamento equatorial; Adeus medições magnéticas com correção de declinação; Adeus astrolábios caseiros; Adeus sofrimento de ter que acompanhar o astro girando knobs. E o melhor eu ainda não contei: Quando fui olhar para Júpiter, além de uma belíssima conjunção entre Io e Europa, vi nada menos do que CINCO faixas distintas. CINCO! Eu nunca tinha visto mais de três, nem em equipamentos com aberturas de 20 cm. E eu estava na região urbana (imaginem isso com um céu “de verdade”), sem acomodação do olho, piores condições, céu de magnitude máxima 3, pra se ter uma idéia. Não é à toa que a NASA escolheu quase que exatamente o mesmo equipamento (era o C5, avô deste modelo) para as missões dos Shuttles. Quando o resfriado me deixar, vou passar uma boa noitada brincando. Ele tem até um tour automático pelos objetos Messier. Vou ver a Lua. Tô em dívida com a Lua! Realmente muito bom, muito luminoso, mal posso esperar para testar fotografias. Já conheci muitos telescópios, sou responsável pelo C8 da UTFPR, já vi uma floresta de centenas deles quando estive em Aruba para o eclipse total de 98, já vi os de muitos amigos (inclusive os manufaturados por um dos melhores construtores de telescópio do Brasil, o Alissandro Coletti) mas só tive um (e um binóculo astronômico) até hoje. Era uma luneta terrestre refratora de 6 cm. Meu pai conseguiu convencer o padre (Egídio) da cidade (Apucarana, PR) a vendê-lo e me deu de presente (meu pai sabia das coisas!). Era o único instrumento da redondeza lá pelos anos setenta. Eu subia em nossa casa e ficava vendo Júpiter e suas luas (Não vi saturno naquela época porque não era fácil obter efemérides e eu não o conhecia “pela cor” como hoje) e a nossa Lua. Também via algumas vizinhas tomando banho (o que o fato da luneta ser “terrestre” ajudava muito). Astronomia sempre me fará lembrar de meu pai. Ele era bronco, tosco, mal-estudado, mas era capaz de coisas inacreditavelmente refinadas. Nunca deu moleza, nunca deu nada de graça. Sua "altura" estava em outros lugares. Lugares que você tinha que conquistar para conseguir enxergar quem ele era. Quando olho pro céu, sempre penso nele lá em cima, curioso, girando o dedo em nebulosas.



Categoria: Ciência, Astronomia
Escrito por Bertoldo Schneider Jr. às 15h54
[ ] [ envie esta mensagem ]



O Sistema Solar tem agora só 8 planetas

A IAU, União Astronômica Internacional, fundada em 1919, se reuniu em sua 26a  assembléia geral, com 2500 astrônomos, em 24 de agosto de 2006, em Praga, e editou, entre outras coisas, a resolução 5A, que trata da definição de um planeta e a 5B, que trata da definição de corpos do mesmo tipo de Plutão. PLANETA passa a ser qualquer corpo que (a) orbite ao redor do Sol, (b) tenha massa suficiente para que sua gravidade supere as forças de corpos rígidos de forma que o corpo assuma a forma de um corpo em equilíbrio hidrostático (aproximadamente esférico) e (c) tenha “limpado” a vizinhança de sua órbita. É uma longa história desde o tempo que “planeta” significava somente aqueles corpos que “perambulavam” pelo céu. Isto significa que Plutão não é mais um planeta. Uma nova classe de corpos chamada “planetas anões” engloba agora Plutão e seu satélite Caronte, Ceres e o ainda inominado UB313 (e um monte de outros que serão anunciados nos próximos dias). Isso deixou nosso sistema solar somente com Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano e Netuno. A coisa não acaba por aí, pois como Plutão é agora um distinto representante dos corpos trans-netunianos, a IAU pretende instaurar um processo de nominação dos mesmos. Além de definir planetas, a resolução 5A definiu a nova classe de planetas anões como sendo corpos celestes que (a) orbitem ao redor do Sol, (b) tenham massa suficiente para que sua gravidade supere as forças de corpos rígidos de forma que o corpo assuma a forma de um corpo em equilíbrio hidrostático (aproximadamente esférico), (c) não tenham “limpado” a vizinhança de sua órbita e (d) não sejam satélites. Definiu ainda que todos os outros corpos, exceto os satélites, orbitando o Sol devem ser chamados coletivamente como “pequenos corpos do sistema solar”. Resumo: Temos agora somente 8 planetas; A IAU definirá posteriormente outras categorias (dos trans-netunianos) incluindo aí todos asteróides, cometas e outros corpos. Particularmente eu acho uma bobagem essa coisa de ficar dando tanta importância à nomenclatura das coisas, mas vá lá....



Categoria: Ciência, Astronomia
Escrito por Bertoldo Schneider Jr. às 23h36
[ ] [ envie esta mensagem ]




[ ver mensagens anteriores ]