Meu Perfil
BRASIL, Sul, CURITIBA, UBERABA, Homem, de 46 a 55 anos, Portuguese, English, Livros, Cinema e vídeo, Ciência, Astronomia



Histórico
 01/10/2015 a 31/10/2015
 01/11/2013 a 30/11/2013
 01/10/2013 a 31/10/2013
 01/09/2013 a 30/09/2013
 01/08/2013 a 31/08/2013
 01/07/2013 a 31/07/2013
 01/05/2013 a 31/05/2013
 01/03/2013 a 31/03/2013
 01/02/2013 a 28/02/2013
 01/11/2012 a 30/11/2012
 01/08/2012 a 31/08/2012
 01/07/2012 a 31/07/2012
 01/06/2012 a 30/06/2012
 01/02/2012 a 29/02/2012
 01/01/2012 a 31/01/2012
 01/09/2011 a 30/09/2011
 01/08/2011 a 31/08/2011
 01/07/2011 a 31/07/2011
 01/06/2011 a 30/06/2011
 01/02/2011 a 28/02/2011
 01/01/2011 a 31/01/2011
 01/11/2010 a 30/11/2010
 01/10/2010 a 31/10/2010
 01/09/2010 a 30/09/2010
 01/07/2010 a 31/07/2010
 01/05/2010 a 31/05/2010
 01/04/2010 a 30/04/2010
 01/03/2010 a 31/03/2010
 01/01/2010 a 31/01/2010
 01/12/2009 a 31/12/2009
 01/09/2009 a 30/09/2009
 01/08/2009 a 31/08/2009
 01/07/2009 a 31/07/2009
 01/06/2009 a 30/06/2009
 01/05/2009 a 31/05/2009
 01/03/2009 a 31/03/2009
 01/01/2009 a 31/01/2009
 01/12/2008 a 31/12/2008
 01/11/2008 a 30/11/2008
 01/10/2008 a 31/10/2008
 01/09/2008 a 30/09/2008
 01/08/2008 a 31/08/2008
 01/07/2008 a 31/07/2008
 01/06/2008 a 30/06/2008
 01/05/2008 a 31/05/2008
 01/04/2008 a 30/04/2008
 01/03/2008 a 31/03/2008
 01/02/2008 a 29/02/2008
 01/01/2008 a 31/01/2008
 01/12/2007 a 31/12/2007
 01/11/2007 a 30/11/2007
 01/10/2007 a 31/10/2007
 01/09/2007 a 30/09/2007
 01/08/2007 a 31/08/2007
 01/07/2007 a 31/07/2007
 01/06/2007 a 30/06/2007
 01/05/2007 a 31/05/2007
 01/04/2007 a 30/04/2007
 01/03/2007 a 31/03/2007
 01/02/2007 a 28/02/2007
 01/01/2007 a 31/01/2007
 01/12/2006 a 31/12/2006
 01/11/2006 a 30/11/2006
 01/10/2006 a 31/10/2006
 01/09/2006 a 30/09/2006
 01/08/2006 a 31/08/2006
 01/07/2006 a 31/07/2006
 01/06/2006 a 30/06/2006
 01/05/2006 a 31/05/2006
 01/04/2006 a 30/04/2006
 01/03/2006 a 31/03/2006
 01/02/2006 a 28/02/2006
 01/01/2006 a 31/01/2006
 01/12/2005 a 31/12/2005
 01/11/2005 a 30/11/2005
 01/10/2005 a 31/10/2005
 01/09/2005 a 30/09/2005
 01/08/2005 a 31/08/2005
 01/07/2005 a 31/07/2005
 01/06/2005 a 30/06/2005
 01/05/2005 a 31/05/2005
 01/04/2005 a 30/04/2005


Categorias
Todas as mensagens
 Boca no Mundo
 Ciência, Astronomia
 Poesia e Literatura
 Outras Artes
 Filmes e séries


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 BLOG DAELN-UTFPR
 Mário Bortolotto
 Micos, Gafes & Vexames
 Bacia das Almas - Paulo Purim
 Proibido Ler de Gravata
 Márcio Américo
 BLOG da Merie
 Angeli
 BLOG da Livraria Osório SEBO
 Leo Jaime, o BLOG
 Crônicas, vários autores
 Diário de uma Prostituta
 NonaArte HQ's
 Bertoldo Schneider, Site
 Engenheiras de Saia
 Poéticas Profecias
 Espelunca - Ademir Assunção
 Stocker - Stockadas
 Bestiário (POESIAS)
 Mustafá & A Confraria
 UOL-BLOG
 Thadeu, Polaco poeta
 Mônica Berger, Poeta
 Poesia Jornal
 Astrália-Marcos Prado-Tributo
 Blog do Eltom
 Blog do Machado


 
QuasarGhost, The BSJ WeB Log
 

O Halo Solar de Curitiba, 29/08/2008

Eu estava saindo para o intervalo entre aulas da manhã quando alguns alunos me abordam perguntando sobre algo no céu. A maioria sabe que gosto e que estou metido em assuntos de Astronomia. Olhei para o céu e fiquei boquiaberto.  De todos os efeitos ópticos que existem quando a luz solar atravessa uma camada de cristais de gelo em alta altitude, naquele momento, mais da metade estavam presentes no céu. Expliquei rápida e porcamente o que era aquilo e sai correndo à procura de uma máquina fotográfica (eu tinha olhado para a minha antes de sair de casa e tinha resolvido deixá-la ali mesmo, sobre a escrivaninha... que furada!). Não encontrei, ninguém tinha uma máquina entre os alunos e nem no Departamento de Eletrônica. Liguei então para o prof. Mário Sérgio, que sei que é apreciador e uma espécie de especialista no assunto. Eu queria avisá-lo e pedir que documentasse o fenômeno. O que é que ele estava fazendo? Tirando fotos do mesmo a menos de 200 metros de mim. Fui até lá, claro. O melhor lugar para se ver um espetáculo é ao lado de um especialista. Eu conhecia os fenômenos por cima, só o suficiente para saber os nomes e motivos. Mas ali com o Mário aprendi muito. Depois fui fuçar nos sites especialistas que eu já tinha guardados em link. O Mário tirou fotos e filmou. Vimos até um avião passando e deixando a sombra de sua esteira sobre a camada de cristais de gelo. Quando o Mário publicar, deixo os links aqui. Fiz um desenho do que eu via para estudo posterior. Alguns fatos não batem com predições, como por exemplo os subparélios (sundogs inferiores) que vi que eram incompatíveis com a altura do Sol no céu (teoricamente, claro, porque um fato vale mais que qualquer teoria). Edstão lá o Halo principal, de 22 graus (que acontece também com a Lua), que delimita uma região mais escura que o resto. Isto porque muitos fótons que atravessam aquela região se espalham para longe do ponto de vista do observador. Exatamente sobre os halos, compostos por luz refratada e, portanto, dividida nas cores do arco-iris, a luminosidade é maior, porque existe uma maior concentração dos fótons que atravessam essas regiões incidindo no olho do observador.  O Círculo parélico é branco (não colorido) porque é feito de luz refletida (e não refratada) e sempre passa sobre o Sol (ponto amarelo no desenho). O segundo halo é interessante e muda muito de forma conforme a altura do Sol no céu. Para pequenas alturas ele é mais parecido com chifres. Pra falar a verdade, nem é um halo, pois sua parte superior e inferior tangenciam (tocam) o Halo principal. Vi também dois sundogs baixos (os principais aparecem nos cruzamentos do círculo parélico com o halo principal. Os dois "halos" e os dois segmentos circulares afastados mais de 50 graus para cada lado, que depois descobri serem os raros "arcos infralaterais", tem a cor vermelha orientadas para o Sol. Coloquei um link abaixo sobre a dinâmica dos efeitos atmosféricos para quem quiser saber mais. Recomendo. Recomendo muito mais apreciar um fenômeno desses "sabendo-se" que não se trata de nenhum milagre místico. Naquela manhã eu notara que o tempo tinha amanhecido estranho. às sete da manhã não havia sinais de sereno no carro que eu deixara "ao tempo" durante a noite. Uma frente fria estava se instalando na região. São Paulo também viu o fenômeno e saiu na TV todo tipo de bobagem. Também saiu coisa boa. Reconheço, mesmo sabendo a teoria da despopulação dos fotons interiores ao halo principal, que ver um círculo no céu, mais escuro no lugar que deveria estar mais claro (por estar mais próximo ao Sol), é realmente uma coisa que pode trazer idéias estranhas a qualquer um. Espero que o fenômeno traga um pouco de luz, com o perdão do trocadilho óbvio, às pessoas que o viram.



Categoria: Ciência, Astronomia
Escrito por Bertoldo Schneider Jr. às 15h29
[ ] [ envie esta mensagem ]



Halo solar, sundogs e parélios



Categoria: Ciência, Astronomia
Escrito por Bertoldo Schneider Jr. às 22h36
[ ] [ envie esta mensagem ]



Fraco, medíocre e burro!

 

É o que foi o time brasileiro de futebol masculino nas Olimpíadas da China. Fraco porque não teve e não tem capacidade de reação. O Jogo contra os “Camarões” não pode ser considerado grande coisa. Os “Camarões” não têm mais nada a ver com aquele time de futebol alegre e bonito dos tempos de Roger Milla. Claro que o gostinho de “devolver” não foi desprezível. Medíocre porque é o que foi mesmo o futebol masculino contra a Argentina. Medíocre porque tem um “técnico” que nunca antes havia dirigido sequer um time, que não tem a capacidade mínima de saber porque é que um jogo está dando errado. E burro porque... bom... burro só pode ser uma coisa na seleção: Dunga. Como pode ser concebível colocar uma figura dessas pra dirigir “a seleção”? Tomara que vejam a cagada e já deixem o cara lá pela China. Ouvi gente (que até aprecio muito, o Neto, da BAND) dizendo que a seleção “não jogou mau” e de fato ela não jogou mal. Só não jogou tão bem como é esperado de uma seleção brasileira. Queira ou não, nós sempre nos colocamos como os melhores do mundo e não tem essa de nos contentarmos com medalha de bronze. Para o Futebol, qualquer coisa diferente do ouro é “fracasso”. Muito diferente da situação de atletas que ganham MILHARES de vezes menos e estão lá representando o Brasil. Atletas para os quais um bronze vale MUITO. Tem ainda as “meninas” do futebol, aquele timão que todos estão vendo. Contra a Alemanha, enquanto estava perdendo, a Marta, que supostamente deveria reger o time, estava descontrolada, errando e dando pontapés e tal (aliás, foi porque ela errou que o Brasil marcou o primeiro gol). Mas as outras meninas se mantiveram cordatas e viraram a situação. Isso é “um time”! Ronaldinho e Pato não fizeram nada. E o tal do Sóbis? Não tem essa de achar que brasileiro tem que se contentar com bronze no futebol, ainda mais perdendo como perdeu, como um pato abobado e ainda demonstrando descontrole emocional e jogadas desleais. E depois a gente tem que agüentar o Maradona dizendo que “faz tempo que não vejo o Brasil tão pequeno”. Fazer o quê? Ele está certo!

Escrito por Bertoldo Schneider Jr. às 15h37
[ ] [ envie esta mensagem ]



Para BLogs e Blogueiros

Para BLogs e Blogueiros

 

Conforme um artigo de fevereiro da revista Oncology (veja o link: http://theoncologist.alphamedpress.org/content/vol13/issue2/#NEURO_ONCOLOGY), blogar pode trazer benefícios fisiológicos, aprimoramento de memória, do sono, do sistema imunológico e melhoria do processo pós-cirúrgico. De acordo com outra profissional, a Dra. Alice Flaherty, neurocientista de Harvard e o Massachusetts General Hospital, blogar pode ainda liberar dopamina, criando o mesmo tipo de prazer que sentimos, por exemplo, ouvindo boa música (Sci. Am. Br. Jul, 2008). Pennebaker, da University of Texas também notou que a ressonância magnética mostra, ainda de forma bastante rudimentar, que o cérebro se “ilumina” de forma diferente antes, durante e depois de escrever. Blogueiros sabem que blogar é expulsar demônios, é lidar com dores e outros sentimentos piores (e melhores também), é um tipo de terapia. Seja como for, com ou sem explicação, blogar é bom, mesmo que não tenha ninguém do outro lado da linha...



Categoria: Boca no Mundo
Escrito por Bertoldo Schneider Jr. às 17h12
[ ] [ envie esta mensagem ]



Água, água, água... em Marte!

Agora é pra valer, temos água em Marte!

Desde que a Phoenix pousou em Marte, há 60 dias, espera-se esta notícia. Há poucos dias foi tirada esta foto acima onde se pôde perceber, um tempo depois, o "desaparecimento" do material branco. Acreditamos, fervorosos, que fosse o líquido mais importante do universo que tinha se sublimado (Marte tem uma atmosfera muito rarefeita). Ontem a NASA anunciou que o equipamento Thermal & Evolved-Gas Analyser (TEGE), da Phoenix, detectou água nas amostras raspadas do solo marciano. Marte é o planeta mais parecido com a Terra e mesmo assim guarda surpresas numerosas. A pá que deveria colocar as amostras de solo dentro do compartimento de análise não conseguia se livrar das pegajosas amostras. Ninguém pensou que seriam tão grudentas. A poeira do solo marciano não o toca e sim levita microns acima deste por fenômenos eletrostáticos. A memória de nosso emissário tem tido problemas com muitos dados. Memória Flash, mas desconfio que a concepção da programação tenha sido esta moderna de alto grau de abstração. É o que dizem: "quanto maior o nível da linguagem, pior o programador". Mas apesar disso, tudo vai bem e existe até uma boa chance de se descobrir traços de vida junto com a água, que será analisada nas próximas semanas. Vamos esperar para ver o que o deus da guerra tem a nos dizer.



Categoria: Ciência, Astronomia
Escrito por Bertoldo Schneider Jr. às 21h44
[ ] [ envie esta mensagem ]




[ ver mensagens anteriores ]